Just another Brazilian Student in Ireland

Posts com tag “Passeio

Powerscourt Gardens

Olá pessoal, como vocês estão? Mais um final de semana que se passa e hoje eu venho aqui para comentar com vocês sobre o passeio que fizemos no último sábado para Powerscourt, que fica próximo ao vilarejo de Enniskerry, que fica próximo a cidade de Bray. Saindo de Bray pegue o ônibus 185 e saindo de Dublin é possível chegar lá com o ônibus 44.

Então, como sempre, antes de mostrar fotos sobre o local é sempre bom “escutar” um pouco da história de local e o porquê da existência dele, e eis que segue um “textículo” para vocês lerem sobre Powerscourt.

Powerscourt House é um palácio da Irlanda localizado em Enniskerry, Condado de Wicklow. Encontra-se rodeado por jardins paisagísticos no interior de uma vasta área, que ocupa atualmente 47 acres.

Fachada principal de Powerscourt House vista dos jardins.

O palácio, originalmente um castelo do século XIII, foi alterado diversas vezes no século XVIII pelo arquitecto alemão Richard Cassels, as obras foram iniciadas em 1731 e foram concluídas em 1741. Um incêndio, ocorrido em 1974, deixou a casa destruída até à sua renovação em 1996.

A propriedade, atualmente uma popular atracção turística, inclui um campo de golfe, um restaurante da empresa irlandesa Avoca Handweavers e um hotel Ritz-Carlton.

O local possui  :

A inspiração para o desenho do jardim resultou de visitas realizadas por Powerscourt aos jardins do Palácio de Versailles, próximo de Paris, do Palácio de Schönbrunn, próximo de Viena, e do Schloss Schwetzingen, próximo de Heidelberg. O esquema do jardim demorou 20 anos a desenvolver-se, ficando completo em 1880.

Italian gardens - Jardins italianos

Winged Horses - Cavalos alados

 

Triton Lake - Lago tritão

Pet Cemetery - Cemitério de cães

Japanese gardens - Jardim japonês

Walled Gardens - Jardins murados

O proprietário original do castelo do século XIII era um homem de nome la Poer, o qual foi, provavelmente anglicizado para Power. A posição do castelo tinha uma posição militar estratégica, a partir da qual o dono do castelo podia controlar o acesso aos vizinhos rios Dargle, Glencree e Glencullen.

Powerscourt Palace - Palácio de Powerscourt

Tower Valley - Torre Valley

O palácio foi usado como local de rodagem do filme, O Conde de Monte Cristo (2002) e, mais notoriamente, do filme Barry Lyndon (1975) de Stanley Kubrick, gravado antes do incêndio de 1974.

Na minha opinião, eu esperava mais do lugar pelas fotos que já havia visto de outros colegas blogueiros, até porque o preço da entrada é salgado 7 euros para estudante e para comer algo lá dentro nem se fala, mas para quem gosta de paisagismo e um local para relaxar e curtir um dia diferente acho que vale dar uma passada em Powerscourt.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Acho que é isso então pessoal, abraços a todos, continuem lendo o blog e espero que estejam gostando das fotos e também que esteja transmitindo um pouco do que é estar aqui.

Anúncios

Malahide Castle

Olá pessoal !! Tudo bem com vocês? Espero que sim! Após algum tempinho sem atualizar o blog, até mesmo porque eu não tinha muito o que contar, eis que reapareço para contar sobre o passeio que fizemos ontem no domingo. Domingo esse que por sinal começou nublado e até um pouco frio e depois das 2 da tarde ficou ensolarado e quente(leia-se 20ºC em média), sendo assim, lá fomos nós para mais um passeio!

Antes de mais nada vou contar um pouco da história para vocês:

Castelo de Malahide é um castelo localizado em Malahide, um vilarejo irlandês próximo à Dublin. O castelo está situado em um parque regional com 1,1 km2 de área.

A propriedade teve início em 1185, quando Richard Talbot, um cavaleiro que acompanhou Henrique II à Irlanda em 1174, foi beneficiado com as “terras e porto de Malahide”. As partes mais velhas do castelo datam do século XII, quando serviu de residência à família Talbot por 791 anos, de 1185 até 1976, o castelo foi notavelmente ampliado durante o reino de Eduardo IV, e as torres foram adicionadas em 1765.

O castelo pertenceu aos Talbot até 1975, quando Rose Talbot, único membro sobrevivente da família, vendeu o castelo para o governo da Irlanda para pagar dividas. Ela morreu em 2009 na Tasmania, Australia.

A vista ao castelo custa 6,30 euros por pessoa( estudante) e leva em média 30-40 minutos, não é um castelo grande mas é muito interessante imaginar que pessoas habitaram este lugar por mais de 900 anos. Há muita mobilia antiga, livros, até roupões usados pela familia. Enfim vale uma visita, afinal um castelo é um castelo !

Há também um café e uma lojinha de souvenirs dentro do mesmo. Fotos e filmagens são proibidas no interior do castelo, mas demos aquele jeitinho brasileiro né, segue as fotos do interior do castelo abaixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Espero que tenham gostado pessoal e até a próxima ! Comentem !!!


Escócia – Part II Glasgow

Olá pessoal, continuando a saga pelas cidades escocesas de Glasgow e Edimburgo, hoje vou continuar contando como foi o nosso passeio após o almoço, tendo experimentado “haggis” e o famoso refrigerante Irn Bru. Se você não leu ainda a parte I pode fazê-la clicando aqui.

Shopping John Lewis

Então continuando nossa caminhada nos dirigimos até um shopping chamado John Lewis, onde também fica a “The Glasgow Royal Concert Hall”, olha uma loja aqui outra acolá, ir acompanhado de uma mulher é sempre um desafio de paciência nesse momento, mas até que a patroa cooperou e seguimos caminho em direção à “High Kirk of Glasgow” ou catedral de Glasgow, uma igreja muito bonita e que por sinal está em reforma, atrás da igreja fica Necropólis, ou cidade dos mortos, do lado esquerdo fica o “St Mungo Museum of Art and Religious Life” e do lado direito Royal Infirmary como vocês vão poder notar nas fotos a seguir.

Royal Infirmary

High Kirk of Glasgow - Catedral de Glasgow

 

St Mungo Museum of Art and Religious Life

Necropolis

Curioso que somos decidimos entrar no museu, na verdade só entramos mesmo porque era gratuito e também porque podia usar o banheiro, hahaha, brincadeirinha. O museu tem diversas artefatos, cartazes, relíquias mesmo por assim dizer contando um pouco sobre as mais diversas crenças e costumes dos povos em que nelas acreditam. Aqueles que passarem por Glasgow podem conferir e não toma muito tempo, 30 minutos é suficiente para cobrir todo o museu e no final pode contribuir com dois dólares, um pound ou dois euros. Segue abaixo algumas fotos que fiz por lá:

Saindo do museu, tive de convencer a Ivana a ir comigo na “cidade dos mortos”, apesar da relutância da parte dela fomos mesmo assim, afinal eu mando ou não? Vocês devem estar se perguntando o que fazer em um cemitério, mas sem sombra de dúvidas foi muito interessante ver lápides de pessoas que foram dessa para uma melhor há 350 anos atras !! E tudo muito conservado, ok alguns nem tanto, sem contar no tamanho, tudo muito diferente do que estamos acostumados a ver no Brasil. O legal é que o cemitério fica em uma região alta da cidade então é possível ver a catedral por completo além de ter uma vista parcial de outra parte da cidade.

Depois disso,  como já estávamos cansados de tanto andar e também precisávamos verificar horários de ônibus/trem para Edimburgo pois haviamos feito uma reserva por lá, seguimos em direção à estação central novamente. Um fato curioso é que achamos diversas moedas pelo chão, moedas de 1,2,5 e 10 cents. O que já foi útil pois a cada vez que precisávamos usar o banheiro na estação de trem tinhamos de pagar 30 centavos de pound. Optamos por ir de trem para Edimburgo pois tinhamos desconto, foi só apresentar o boarding pass ( ticket do avião) e pagamos metade do preço. A viagem até Edimburgo demora em média 40 minutos e é bem confortável, o trem sai da estação Queen Street em Glasgow e custa por volta de 3,30 pound por pessoa com desconto.

Mais fotos de Glasgow :

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em um próximo post conto como foi a experiência em Edimburgo e mostro o restante das fotos da nossa viagem, é isso aí pessoal , um abraço e até mais.

 


Phoenix Park

Pessoal hoje é segunda-feira, feriado aqui na Irlanda, feriado conhecido como Bank Holiday ou feriado bancário, não me perguntem o porquê pois não sei a razão! A pascoa aqui pareceu só mais um dia como qualquer outro, então, aproveitamos para ir conhecer o “Phoenix Park”.

Um pouco de informação sobre o parque:

Phoenix Park (em irlandês: Páirc an Fhionn-Uisce) é o maior parque fechado público e urbano da Europa, localizado a 3 quilómetros a noroeste do centro da cidade de Dublin, na Irlanda. Mede 712 hectares, com uma circunferência de 16 km, murado, contendo grandes áreas de pastagem e avenidas ladeadas por árvores. O parque é o lar de uma manada de gamo selvagem desde o século XVII. O nome irlandês Fionn uisce significa “água limpa”.

Pra variar um pouco colocamos a máquina digital para trabalhar e aí vai:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aproveitamos o pouco de sol que havia no domingo quase que todo nublado para fazermos um piquenique embaixo das árvores cheias de imponência do parque. A propósito um aspecto ruim do parque é que não há banheiro espalhados e nem lixeiras tão acessíveis, mas fora isso é um ótimo local para passar o final de semana.

Abraços a todos e até a próxima.


Bray Head

Mais uma vez por aqui atualizando o blog hoje em dose-dupla ! Desta vez vou contar um pouco sobre o passeio que fizemos em direcao ao topo de Bray, vou pedir desculpas por nao colocar acentos agudos ou circunflexos porque estou usando o laptop da Ivana, que por sinal , apos muito tempo inativo esta de volta !

“Bray Head” fica a 241 m de altura do nivel do mar, fica entre as cidade de Bray e Greystones e faz parte da montanhas de Wicklow, apos escalar a montanha pode-se avistar uma cruz de concreto construida em 1950 e tambem uma linda vista como voces vao acompanhar nas fotos abaixo.

A caminhada dura em media 50 minutos andando tranquilamente e a vista la de cima e muito bonita, hoje estava um dia quente com temperatura proxima a 20 graus se nao me engano e estavamos em 4, Ivana, eu, Satu da Finlandia(colega de trabalho da Ivana) e a Carol, tomara que o feriadao continue com temperatura agradavel e com passeios a novos rumos.

Segue abaixo um video da praia :

Segue algumas fotos tambem !

Este slideshow necessita de JavaScript.

Acho que eh isso entao pessoal, aproveitem o feriado prolongado e se nao tiverem nada melhor pra fazer comentem no blog ! Abracos a todos e um otimo final de semana !


Bray

Olá pessoal, hoje venho aqui novamente para atualizar o blog e mostrar algumas fotos da praia de Bray, hoje estava um dia bem agradável, com um sol brilhando e uns 13 graus o que já anima muita gente a sair de casa, muita gente caminhando na beira da praia e passeando com os filhos.

Bray é uma cidade com aproximadamente 32 mil habitantes e é visitada por turistas no final de semana, fica a 20 km do sul de Dublin e é a casa da Ardmore Studios do famoso filme Braveheart.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos feitas hoje durante o nosso passeio pela praia enquanto esperávamos para ir à Greystones para buscarmos o restante das coisas da Ivana,  a única coisa ruim era o vento, mas deu para aproveitar o domingo de sol, então era isso! Abraços e até próxima.