Just another Brazilian Student in Ireland

Posts com tag “Galway

Galway Part II – Connemara

Olá pessoal, cá estou eu novamente para contar-lhes a segunda parte da nossa aventura pelo outro lado da ilha irlandesa, banhada pelo Oceano Atlântico estando a 200 km de Dublin. Espero que o pessoal que lê o blog, amigos e familiares estejam bem e assim continuem.Para quem não leu a primeira parte de nossa aventura por Galway pode fazê-lo aqui.

Retomando a história após nosso passeio pelos cliffs of moher voltamos para Galway, fizemos o check-in no hostel deixamos nossas mochilas e saímos para passear pela cidade e comer algo. A cidade em si é pequena e não tem muito o que se ver/fazer então logo voltamos ao hostel para dormir e também recuperar as energias para o próximo dia. O Tour para Connemara sai da Coach Station( rodoviária ) e custou 16 euros por pessoa(como já haviamos feito o tour com a mesma empresa no sábado, conseguimos um desconto)  e assim foi.

Então seguimos com o tour e a nossa primeira para foi nesse castelo aberto a visitação em um lugar ermo,  somente pastagens ao redor e algumas casas longínquas, ao que parece agora é um cemitério e um local para visitação, segue algumas fotos abaixo:

Após uma parada para fotos seguimos viagem até uma cidade chamada Cong, uma cidadezinha pequenininha no meio do nada, fizemos uma parada para tomar um café da manha e tirar algumas fotos, a cidade possui 200 habitantes e o castelo de Ashford, ela fica na divisa entre o condado de Galway e Mayo( dois estados irlandeses), como podem acompanhar nas fotos a seguir:

O nosso destino era a abadia de Kylemore o qual vou contar mais adiante, no entanto o caminho até lá é muito bonito, circundado por montanhas e lagos, um lugar realmente fascinante, observem as fotos e até um vídeo que fiz:


A abadia de Kylemore, inicialmente conhecida como castelo de Kylemore pertencia a um empresário e político de Manchester na Inglaterra e foi construída por volta do ano de 1863, porém quando sua esposa veio a falecer em 1875 ele não permaneceu por muito mais tempo no local. O castelo tornou-se uma abadia em 1920 quando as freiras beneditinas fugiram da Bélgica para a Irlanda por causa da 1ª Guerra Mundial. Tanto Margaret quanto Mitchel Henry estão enterrados em um mausoléu cerca de 1 km da abadia. Há também uma igreja neogótica e o jardim vitoriano murado, cerca de 24 mil metros quadrados e datam da mesma época da construção do castelo.O lugar é enorme e o conjunto é muito bonito com a igreja, castelo e o jardim, há também um restaurante, café e loja de souvenirs para “arrecadar” um pouco mais de dinheiro dos turistas, aliás a entrada custa 7 euros ! É um ótimo local para andar, respirar, pensar na vida e admirar a paisagem.

Victorian Walled Gardens

Kylemore Abbey

Igreja Neogótica

Mausoléu onde estão enterrados os antigos donos da abadia de Kylemore

Depois de visitarmos Kylemore Abbey nos dirigimos de volta a Galway e para encerrar o nosso passeio ainda passamos em um local onde encontra-se uma típica casa irlandesa do passado,e é aberta a visitação. Vejam:

Casa irlandesa do passado

E tendo dito isto finalizamos nosso passeio e voltamos a nossa home-sweet-home Dublin, mais uma aventura pelas terras irlandesas! Espero que tenham gostado e quando tivermos mais novidades estarão aqui no blog, até a próxima, abraços a todos !!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Anúncios

Galway Part I – Cliffs of Moher

Olá pessoal, how are you? Nós estamos bem, hoje é feriado aqui na Irlanda, mais um bank holiday! Feriado bancário! Yay!!! Após algum tempo sem postar nada, volto aqui para contar como foi nossa viagem para Galway. Para poder contar o nosso passeio com detalhes vou dividir em 2 partes assim como fiz da outra vez.

Onibus que faz o trecho Dublin - Galway

Sendo assim no sábado acordamos bem cedo e pegamos o City Link, que faz o trecho Dublin – Galway, a viagem leva cerca de 2h40 minutos e a distância entre as cidades é de aprox. 200 km, o valor do trecho é de 9 euros por pessoa, se comprar direto com o motorista e pela internet encontra por até 12 euros ida e volta por pessoa. A viagem em si é tranquila e não há nada para ver no caminho além de mato, estrada e placas. Chegamos em Galway por volta de 9h15 da manha e fechamos direto com o primeiro hostel que encontramos pois o Tour para os Cliffs sairia as 10 da manha e tinhamos pouco tempo para comer, encontrar um lugar para passar a noite e voltar até a rodoviária.

Diariamente saem Tours para os famosos Cliffs of Moher e também Connemara, e nosso primeiro destino escolhido foram os Cliffs, o onibus sai da rodoviária as 10 da manha e retorna a Galway por volta das 6 da tarde pelo preço de 16 euros. O motorista do onibus além de dirigir vai contando as história por entre os locais que passamos e conversando com os passageiros e assim seguimos viagem. A nossa primeira parada foi em um local chamado The Burren…

The Burren

Burren, situa-se ao Norte do Condado de Clare e partes ao sul do Condado de Galway cobrindo uma área de 160 km quadrados, é único – é como nenhum outro lugar na Irlanda. Não há pântanos e nem pastagens. Em vez disso, há enormes calçadas de pedra calcária chamada ‘clints’ com fissuras verticais. Eis que fazemos uma parada para fotos e no local onde fica esta rocha do período neolítico chamada Poulnabrone Dolmen( buraco das dores em irish – tradução livre).  Escavações realizadas no local encontraram os restos mortais de 16-22 adultos e 6 crianças que foram enterradas em baixo do monumento.Acredita que o monumento era utilizadas para cerimonias e rituais durante a Idade de Bronze.

Poulnabrone dolmen - Rocha do período neolítico , estima-se que é do período entre 4200 a.C. e 2900 a.C.

Continuando nosso Tour, passamos pela cidade de Lisdonsvarna que é conhecida muito além das fronteiras nacionais, porque ao mesmo tempo realiza-se o festival do namoro, o maior mercado de casamento na Europa.Durante os festivais, milhares de solteiros juntam-se na cidade, para encontrarem o amor das suas vidas e visitar as muitas atrações turísticas irlandesas. O festival é muito conhecido principalmente por mães solteiras americanas e inglesas, e atualmente cada vez mais divorciadas e viúvas aderem à festa.

Casamentos são realizados no paraíso, mas... a maioria das pessoas se conhecem no "The Matchmaker Bar"

Seguindo viagem paramos para um lanche rápido na cidade mais próxima ais Cliffs chamada Doolin e enfim chegamos aos famosos Cliffs of Moher e segue mais uma aula de história…. ^^

Cliffs of Moher

As falésias medem 120 metros desde o nível do Oceano Atlântico em Hag’s Head (irlandês: Ceann na Cailleach), e atingem a sua altura máxima de 214 metros ao norte da Torre de O’Brien’s, a 8km de distância. A vista das falésias atrai perto de um milhão de visitantes por ano. Num dia limpo, são visíveis as ilhas de Aran na Baía de Galway, tal como os vales e colinas de Connemara.

O'Briens Tower

Torre de O’Brien é uma torre de pedra redonda que fica aproximadamente no ponto médio das falésias. Foi construída por Sir Cornelius O’Brien, descendente do rei irlandês Brian Boru, de forma a impressionar visitantes do sexo feminino. Do topo da vigia, é possível ver as ilhas de Aran e a Baía de Galway, as montanhas Maum Turk, os Doze Pins a norte em Connemara, e Loop Head a sul.

Uma paisagem de tirar o fôlego

Sem dúvida os Cliffs são muito bonitos e com certeza uma trabalho muito bem feito pela mãe natureza. Infelizmente estava chovendo e um pouco frio o que não estragou o nosso passeio, o local é perigo e desaconselhável para quem tem medo de altura, vez ou outra noticia-se a morte de turista porque as pessoas não tomam o devido cuidado ou acham que nada vai acontecer! Apesar dos pesares vale muito à pena sentar na beira do penhasco e olhar para o oceano Atlântico a perder de vista…

Ficamos por volta de 2 horas admirando a grandiosidade e beleza do local que ainda possui lojas de souvenirs, restaurantes e todo uma infraestrutura para receber turistas e o nosso passeio ainda não havia acabado. Saindo dos Cliffs fomos beirando o oceano atlântico como podem ver nas fotos abaixo…

Passamos pelo catedral dos Leprechauns…

Catedral dos Leprechaus - acredite se quiser!

E por fim para fechar com chave de ouro o nosso sábado ainda visitamos Dunguaire Castle ( Castelo de Dunguaire ) que fica próximo ao vilarejo de Kinvarra, sua construção data-se do século XVI e pertencia aos O’Haynes.

Dunguaire Castle

Dunguaire Castle

Então sendo assim voltamos à Galway para jantar, darmos uma olhada pela cidade e descansarmos pois no outro dia um outro passeio nos aguardava ! Espero que não se cansem da leitura e apreciem as fotos com moderação, abraços e até a próxima part II. Fiquem com mais fotos…

Este slideshow necessita de JavaScript.